• Liberdade Sexual Feminina: Por que ainda incomoda tanto?

    Pleno 2022 e ainda é visto como impróprio ou absurdo uma mulher que expressa abertamente sua sexualidade.
    A liberdade feminina tem urgência de ser mais naturalizada socialmente.

    A sexualidade feminina desde a infância é reprimida e mistificada, cercada de crenças e desinformações. A educação tradicional adia ao máximo falar sobre sensações, prazer e autonomia. É natural crianças quererem se descobrir e conhecer seu próprio corpo, sem nenhuma conotação maliciosa. Enquanto que nos meninos isso é prova de desenvolvimento sadio, nas meninas ainda é visto como inadequado ou precoce.
    Quem se lembra de algum adulto brigando para “tirar essa mão dai”?

    Na puberdade, o garoto começa a expandir sua sexualidade, conhecer melhor o próprio corpo, sentir desejos e é incentivado a isso. Já a garota é instruída a ser mais comedida nessas explorações. Chegamos à vida adulta pressionas para manter um corpo perfeito, seguindo um padrão de beleza irreal que se estende para a cama: para “conquistar” um parceiro, temos que saber agradar e fazer de tudo entre 4 paredes ( cresci com conteúdos “como enlouquecer seu homem” e nenhuma “como se conhecer melhor” ), mesmo nunca tendo sido instruídas a se conectar com o assunto.

    Mesmo com a escalada da mulher no mercado de trabalho, parece que apenas acumulamos funções e nossa liberdade ainda espanta. Espera-se das mulheres que sonhem com casamento e filhos. Temos que ser filhas excepcionais e mães melhores ainda, sem, é claro, descuidar da aparência e da carreira. Mães perfeitas, mas sem marcas da gravidez, uma transformação que nos muda para sempre e também dar conta da vida sexual, pois o casamento também precisa ser uma prioridade.

    E a etiqueta dos encontros?
    Até podemos transar no 1º encontro se tivermos vontade, mas não podemos esperar ser “levadas à sério”, como se nossa sexualidade ainda fosse algo à ser guardada e usada no jogo da sedução, independente da nossa vontade.

    Imagina expor em rede nacional que temos desejos pulsantes à serem saciados em uma noite?

    Uma mulher que sabe exatamente o que quer pode assustar, mas hoje garantimos que é um movimento em ascensão.
    Será que a sociedade está preparada para lidar com essa potência que durante muito tempo oprimiu?

    Enquanto mulheres, nosso papel hoje deve ser de apoiar e incentivar mais e julgar menos.

    Assim não contribuímos para essa lógica que durante anos escravizou mulheres em nome de uma “moral”.

  • Como ser mulher?

    Se a mulher…
    Gosta de mostrar seu corpo, é promíscua.
    Fala de forma assertiva, é chata.
    Se impõe, é grossa.
    É aberta sexualmente, é p*ta.
    Expõe o que sente, é frágil.

    Quantos tantos outros rótulos já te inibiram de ser quem você é?

    Até para ofender o homem o português se refere à mulher ou a representação da feminilidade como algo depreciativo: “mulherzinha”, “filho da p*ta”, “viad”…

    Ser uma mulher fora da caixa que construíram para nós é um desafio diário, mas que pode te trazer as melhores experiências!

    O Clube celebra em todos os seus encontros o PODER de ser uma mulher LIVRE.

    LIVRE dos julgamentos alheios, LIVRE de uma cultura que coloca nosso prazer e divertimento como culpa, LIVRE da imposição de que para sair para dançar tem que ser para “pegar alguém.
    Essa liberdade rodeada de outras mulheres que vibram na mesma intenção.

    Seja sua prioridade hoje e sempre!

     

  • Happyhour no Clube do Batom por “Que Nem Mocinha”

    Quinta feira, dia de Happy hour com as amigas. Um drink aqui, um bate papo ali. E porque não tentar um lugar diferente e se aventurar pelo mundo sexy? Se a ideia te pareceu interessante, então se prepara que lá vem textão! ?

    Estamos falando do Clube do Batom, um clube feminino localizado em Botafogo, Zona Sul do Rio. Nós fomos convidadas por eles para saber como é o “clube mais ousado da cidade”. E a localização é um plus: no mesmo lugar, em horários diferentes, rola a 2A2, uma das casas de swing mais famosas da cidade. Mas só funciona a partir das 23h30, antes disso, só mulheres podem entrar para curtir bons drinks e caras sarados. 

    O que esperar

    Voltando ao Clube do Batom. O local é pequeno, mas encaixa bem no propósito de ser mais intimista. Lá, as opções são muitas: vocês podem conversar à vontade, comprar produtos de uma mini sex shop, ver shows de striptease masculino, se jogar no pole dance e receber um shot de tequila dentro de um carro, com direito a um showzinho de um tequileiro de tirar o fôlego. E sim, mulheres comprometidas podem ir e curtir muito! Vamos falar disso mais para frente, mas aqui vai um pequeno spoiler: o que mais acontece lá são despedidas de solteiras. No dia que nós fomos, eram seis noivas!

    O local é dividido em três ambientes. O primeiro andar conta com o bar, sofás, um carro (onde rola o “encontro” com o tequileiro) e um espaço para vocês circularem e, quem sabe, comprarem da sexshop. A pista de dança é afastada, o que é ótimo: o barulho da música não interfere muito nas conversas. Na boate é onde acontecem as performances, e não é só de striptease! No dia que nós fomos, quem comandou a noite foi a divertidíssima drag queen Wanda. O Clube tem uma parceria com a Contém 1g e deixa um maquiador disponível o tempo todo para te arrumar, for free.

    O que é bem bacana do Clube do Batom é que ele é pensado por uma mulher para mulheres. O ambiente é todo pensado para nos deixar bem confortáveis. Na mesa do sexshop a variação de vibradores impressionam e a vendedora afirma – aqui o prazer é nosso e só nosso, se nós quisermos! E dale vibrador de todos os tamanhos e preços! Como a carne é fraca, não resistimos e compramos o Tenga EGG.

    Sobre os strippers

    Foram varios shows, com diferentes strippers. Cada um tem uma temática diferente – vimos um “senhor Grey”, policial, dominador… E sim, rola nudez, para delírio das espectadoras. Dá para ver tudo dos corpões deles. E bota “ão” nisso! Tem para todos os gostos: desde os mais bombadões até os mais “compactos” (aquele magro forte, sabe?). Estávamos esperando algo a lá Magic Mike, com eles vindo até o público para interagir, mas não é assim que acontece. Toda a interação é feita em cima do palco, e os strippers chamam as mocinhas para subirem. Assim, ninguém fica desconfortável – sobe quem quer. E quando sobe… Menina, se prepara. Rola mão boba, aquela jogada na parede.

    Sou comprometida… Posso ir?

    Cheguei, chegando para invadir o texto da Bia! Quem vos fala é a Thayanne, autora desse blog lindo. Eu, que vivo em um relacionamento monogâmico, fui com a Bia para o Clube do Batom. E sim, meu digníssimo namorado sabia exatamente onde eu estava. Dá para curtir demais o clube feminino – o astral é ótimo, bando de mulher louca reunida com um único propósito: se divertir.

    Não é porque você vai nesse ou em lugares parecidos que você tem que se esfregar loucamente com um stripper. Eu curti o show do meu lugarzinho na plateia, bati palma e gritei bastante. Mais do que isso: me diverti bastante. Dancei horrores, fingi que sabia e brinquei com o “queijo” (pole dance). Circulava pelo espaço livremente, sem medo de ser assediada. Era como se eu estivesse em uma boate só para mulheres, com música boa e eventuais homens sarados sem roupa. Sinceramente, não consigo pensar em um happy hour melhor do que esse.

    Sendo que… Como a Bia disse ali em cima, é no mesmo lugar que a 2A2, que é uma casa de swing. Então você pode aproveitar que já está lá mesmo para experimentar o mundo do swing.  Depois que o Clube fecha, o seu namorado/marido/afins pode te encontrar lá para vocês aproveitarem os labirintos e quartos escuros. As mulheres solteiras também podem se aventurar nesse mundo do sexo.

    Nosso veredito

    Vale a pena? SIM! O Clube do Batom não traz diferenças para mulheres casadas ou solteiras. Todas podem se soltar, se divertir. Quer ficar só no bar? Pode. Quer gritar até ficar rouca para os strippers? Pode também. Quer curtir a música alta, rebolar essa raba maravilhosa que Deus te deu? Miga, se joga. Lá, nada é julgado ou obrigado. Você não precisa fazer nada (nem olhar para os rapazes) se não quiser.

  • Por “O que Fazer no Rio”: a despedida de solteira MAIS COBIÇADA DO RIO!

     

    Por Natália Alves

    Ultimamente minhas amigas vinham dizendo que eu tinha me tornado uma carola. Fazia um tempo que não saía pra night e elas estavam bastante preocupadas.  Eis que surgiu o convite para conhecermos o Clube do Batom, uma festa que acontece durante três quintas do mês em um casarão em Botafogo para celebrar aniversário e despedida de solteira, tudo só para mulheres, claro.

    Cheguei tímida, meio mal humorada inclusive, rindo de nervoso daqueles homens sarados desfilando de um lado pro outro sem camisa jogando piscadinhas marotas e fazendo um baita strip tease no palco (pois é amigo, se a sua namorada já foi e mandou o papo que não tinha stripper você caiu no conto do vigário! ). Mas o mais divertido foi observar a reação HISTÉRICA da mulherada! Eu nunca vi tanta moça feliz junta.

    Em uma sociedade que nos oprime diariamente e até um short curto é usado como desculpa para nos desrespeitarem, essa noite representava o grito da liberdade sexual feminina.  Tem um fusca caliente onde o tequileiro, além de servir tequila na boca, ainda dá uns beijos no pescoço, uns apertões… ui!

    Mas nem só de ‘ousadia e sacanagi’ vive o clube. Tem também sala de maquiagem onde as meninas podem maquiar-se de graça e show hilariante com a Drag Queen Wanda. O clima é de pura descontração e diversão e o mais importante: de respeito. Embora tenha rapazes fazendo strip e brincando com as meninas no palco, não há passada de mão, beijo na boca, nem nada considerado afrontoso, embora muitas ali até quisessem HAHAHA.

    Deu pra perceber que o mau humor já tinha dissipado e dado lugar a um sorriso de orelha a orelha. Um tanquinho objeto, amigas e uma taça de champanhe estão aí para provar que YES, WE CAN mulherada.

    Mas atenção: depois da 00h quando o Clube acaba, a brincadeira fica mais séria e o lugar vira uma casa de swing. Casais e homens solteiros vão chegando discretamente e esperando a mulherada irem embora. Mas aí já é pauta para outro post…

    Pra viver essa experiência alucinante,basta ficar ligada no site.

    É sempre de 18h30 à 23h30 na R. Visconde de Caravelas, 176 – Botafogo.

    O ingresso é R$60 e com nome na lista R$50 até 20h. Camarote: R$450 revertidos em consumação.

     

     

     

  • Um novo sentido para a palavra “chá”

    Esse é o Chá de Lingerie, reunião entre as amigas mais próximas da noiva para se despedir da solteirice e entrar na vida a dois com um super arsenal de lingeries e produtos sensuais.

    Reconstrução total do antiquado Chá de Panela, o Chá de Lingerie ou Chá Sexy troca os batidos utensílios domésticos por espartilhos, rendas, produtos sensuais e muita diversão para se despedir com estilo da vida de solteira. O evento acontece pelo menos 1 mês antes do casamento e pode ser do mais simples ao mais requintado.

    A noiva prefere investir na lua de mel e não é fã de grandes comemorações? Uma reunião com as amigas, palestra sobre sensualidade e uso de produtos sensuais e brincadeiras típicas vão garantir uma despedida de solteira inesquecível. Agora, a noiva gosta mesmo de muita festa e quer que sua despedida seja ao estilo Las Vegas? Show com strippers, tequileiro, apresentação com DragQueen, brindes exclusivos, palestra sobre sensualidade e strip tease e muito champagne tornarão o Chá uma super produção.

    O Clube do Batom oferece propostas de 5 à 80 convidadas para realizar seu evento sem estresse. Você escolhe o dia, o local e as atrações e nossa equipe cuida de cada detalhe que esta comemoração merece!

  • Despedida de solteira: como planejar uma inesquecivel por “Que Nem Mocinha”

    Por Thayanne Porto, blog “Que Nem Mocinha”

    Post Original: http://quenemmocinha.com/despedida-de-solteira-como-planejar-uma-inesquecivel/

    Maio é o mês das noivas. Muitos portais investem em conteúdos temáticos, como os diferentes tipos de vestidos, a diferença de off-white para branco e como calcular o número de bebida e comida. Aqui no Que Nem Mocinha nós também vamos falar sobre casamento, mas de um jeito um tanto quanto diferente. Depois de darmos dicas para fazer um Chá de Lingerie de arrasar, chegou a hora de falarmos de outro evento: a despedida de solteira. Para entendermos mais como funciona, conversamos com o pessoal do Clube do Batom, um espaço de entretenimento feminino em Botafogo (RJ).

    Tchau, vida de solteira!

    Nós costumamos associar a palavra “despedida” a momentos tristes – mas não é o que acontece nesse tipo de evento. Pelo contrário: se prepare para rir e se divertir muito, na companhia das suas amigas e parentes mais próximas. É um “marco” na vida da noiva, que dá “tchau” para a vida de solteira antes de se jogar nessa louca aventura que é o casamento.

    Pensar nesse evento pode ser uma tarefa da noiva, das madrinhas ou de ambas as partes. A futura esposa diz o que não pode faltar e os seus limites, e as madrinhas botam a mão na massa e começam a organizar tudo. Antes, porém, é uma boa ideia conversar com seu parceiro ou parceira para saber se ele ou ela está de boas com essa situação, em especial se envolver shows de strippers. Não estou falando para ninguém pedir a autorização de ninguém, mas é bom dar aquele aviso antes para evitar discussões no futuro.

    Como organizar uma despedida de solteira

    O primeiro passo é decidir qual vai ser o tipo de evento: uma despedida, Chá de Lingerie ou os dois. Um Chá de Lingerie (que já falamos sobre aqui) é uma despedida de solteira, mas nem toda despedida é um Chá de Lingerie. “No Chá, há uma convenção que a noiva será presenteada com lingeries e artigos sensuais para apimentar o relacionamento pós-casamento”, afirma o pessoal do Clube do Batom.

    Já resolveram como vai ser? Então bora para os próximos passos:

    Quem convidar: Antes de chamar todo mundo para o evento, pergunte para a noiva quem ela gostaria de convidar e quem ela não gostaria de convidar. O ideal é que haja um elo de intimidade e confiança entre as pessoas. Ou seja, sabe a namorada de um dos padrinhos que mal comparece aos eventos? Melhor deixar ela de fora. Agora, se a sogra for mega divertida e mente aberta, por que não incluí-la na lista de convidadas?

    Definir uma data: Uma das partes mais difíceis na hora de organizar qualquer evento. Afinal, é complicado considerar a disponibilidade de um grupo que varia entre 10 a 30 mulheres. O Clube do Batom recomenda que a organização da despedida comece com pelo menos três meses de antecedência: “Fatalidades acontecem e se deixar para cima da hora, possivelmente não será uma data boa para grande parte do grupo ou para a própria noiva”. Ah, e sabe aqueles filmes americanos em que a despedida é sempre na véspera do casório? Aquilo só acontece mesmo em filme. Escolha datas que antecedem em pelo menos 20 dias a cerimônia, ok?

    Evento para todos os gostos e estilos

    Deu “check” na lista de convidadas e na data? Então agora chegou a hora de organizar a festa. Você pode fazer isso por conta própria ou buscar uma empresa especializada. Por exemplo, no Clube do Batom é oferecido um espaço exclusivo, atrações temáticas a serem escolhidas e decoração. O evento pode acontecer em um ambiente intimista (para até 20 pessoas) ou em um espaço maior com palco, estrutura de boate e DJ. Em todos os eventos eles oferecem uma palestra sobre sexualidade, prazer e relacionamento, com demonstração de produtos sensuais. Se as madrinhas tiverem um espaço próprio para realizar a despedida, elas podem contratar o serviço de entretenimento do Clube à domicílio.

    Agora, se vocês quiserem fazer por conta própria, não tem problema! É só achar um espaço e decorar da forma que quiser ou levar a noiva para dar um passeio. Lembrem-se que ela é quem manda: se ela for tímida, procurem fazer eventos mais intimistas, como um brunch entre as amigas ou uma viagem de fim de semana.

    que nem mocinha - despedida de solteira

    Noite das meninas!

    Se ela for mais ousada, por que não investir em um clube de stripper, no maior estilo Magic Mike? Só tomem bastante cuidado se vocês forem contratar alguém ao invés de irem em um clube especializado nesse tipo de “serviço”, digamos assim. Procure referências do profissional (ou da profissional) para não acabarem frustradas. Ah, e se vocês derem a sorte de encontrar um Channing Tatum por aí, não deixem de me chamar!

    Nota do Clube: Também oferecemos a contratação de shows especiais com os melhores strippers do Rio!


  • Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/dh_clubebtm/clubedobatom.com.br/wp-content/themes/clubedobatom/template-depoimentos.php on line 28

    Ida ao Clube do Batom por Lud Figueira, integrante do Papo Calcinha!

    A Calcinha Gisele, havia comentado comigo que a Boate 2A2 estava abrindo as portas para uma noite só das mulheres. Ela havia ido à inauguração e me disse:

    – Lud, não tem como explicar, você precisa ir!

    A curiosidade me consumiu. Mas precisava de uma cúmplice.

    Chamei uma amiga e ontem, fomos ao tal clube do batom. Claro que não esqueci as recomendações que estavam no site( www.clubedobatom.com.br).

    Entrei no taxi, toda montada, ás 19hs da noite e segui rumo à rua Figueiredo Magalhães, em Copacabana. Ao chegar, havia mulheres terminando seus cigarros e se preparando para entrar. O som do DJ, bombando. Animado ao menos seria.

    Uma moça bem simpática, com uma coroa de princesa na cabeça explica: –Aqui nesta prateleira vocês podem começar a se produzir: coroas de princesas, echarpes, arco de diabinha, perucas, máscaras…

    Mais a frente, uma lojinha estilo sexshop, ao lado um maquiador profissional, para deixar todas bem bonitas. Seguindo, um salão amplo, com strippers fazendo pole dance, um bar com seu barman preparando drinks bem exóticos e um tequileiro, com sotaque espanhol, vestido de caubói com uma cartucheira cheia de copinhos, limão, sal e claro, uma garrafa de tequila. Esse tal tequileiro, era o responsável para receber as mulheres e deixá-las mais a vontade. Bem sedutor, pedia as meninas para consumirem a tequila que, assim, ao término de cada garrafa uma peça de roupa ele tirava….

    Vi uma escada e perguntei a tal moça simpática o que tinha no andar de cima. Gentilmente ela me encorajou a subir. Em uma escuridão típica de “inferninhos”, havia várias cabines: Uma sala com uma cama redonda, um quarto com uma porta tipo cela de cadeia, um carro antigo onde você pode fazer fotos sensuais, banheiros e mais quartos exóticos.

    Desci para ver o show. Ao lado do palco central, uma stripper – locutora, que apresentava os serviços da casa como: Massoterapia, maquiagem, foto sensuais…

    Garanti meu lugar ao lado do palco e o primeiro gogo boy foi anunciado.

    Me desce um homem,vestido de bombeiro, e começa a dançar sensualmente. Desce do palco e agarra uma das muitas mulheres que estavam aos berros: “gostoso”, “tira tudo”, “delícia”… Ele a levanta, passa a mão pelo seu corpo, beija seu pescoço e a devolve para a platéia. Escolhe outra “vítima”, ela tira sua camisa e ele pega suas mãos e passa naquele “tanquinho”, sem barriga alguma. Ele a coloca de quatro e faz movimentos sensuais. Escolhe outra, fica de cueca e coloca a mão da próxima em seu… DOCUMENTO. Ela vira para as mulheres na platéia e diz: É de verdade, se referindo ao, vocês sabem o que do dançarino… Ele termina sue desempenho completamente NU. Depois, o dançarino segue até a um chuveiro que fica dentro da outra pista de dança, numa cabine, e toma banho, levando a mulherada ao delírio!

    A noite segue mostrando não só bombeiros como: fazendeiro, policial do bope, até o fantasma da ópera aparece para fazer uma graça!

    Gente vale à pena conferir:

    Entrem no site e não perca o próximo!

    Beijos

    Lud Figueira

    @ludfigueira

    Fonte: 15/12/10

Depoimentos

Ambiente gostoso e discreto. O maquiador Alex é maravilhoso, assim como a fotógrafa Thelma. As atrações são boas e os tequileiros uma atração a parte! Agatha de Lima
O Clube do Batom, sem dúvidas é um dos lugares mais agradáveis para descontrair nos encontros das Luluzinhas. A gente esquece que tem um mundo lá fora! Zeli Verli
Lugar muito bom! Você faz o que quiser. Atrações maravilhosas! Você se sente poderosa! Marcia Rodrigues da Silva
Eu e minhas amigas nos divirtimos muito! Foi uma noite maravilhosa! O atendimento foi excelente. Roberta Souza
Sensacional! Apaixonei! Lugar lindo, de gente bonita! Fui super bem tratada! E com os melhores streapers! Voltaria mais vezes! Parabéns e sucesso a equipe Clube do Batom! Edna Sousa Souto